OUÇA A RÁDIO

É Isso Aí - Defensor de milicianos, Jair Bolsonaro anuncia guerra ao crime organizado

“O governo brasileiro declara guerra ao crime organizado”, diz Bolsonaro em mensagem ao Congresso, lida na segunda-feira (4), no início dos trabalhos legislativos

Redação Fatos & Notícias
Texto: Jorge Pacheco

Amigos, iniciemos o nosso BLOG É ISSO AÍ com esse grito de guerra do nosso presidente Jair Bolsonaro, que estufou o peito, embora esteja em um leito de hospital, para mandar esse recado aos bandidos de todas as camadas criminais. Sinceramente, acreditamos que o nosso presidente esteja mesmo disposto a eliminar a bandidagem que, infelizmente, neste momento, toma conta de tudo neste País.

Cerimônia de abertura dos trabalhos no Congresso Nacional (Foto: Jorge William/Agência O Globo)

Na mensagem, o presidente, que já fez defesa pública de um miliciano, diz que governos anteriores valorizaram criminosos e responsabilizaram a sociedade pelos erros de quem cometeu crimes; e seu filho, Flávio Bolsonaro, que também já homenageou milicianos e, ainda, empregou em seu gabinete dois familiares de um chefe de milícia no Rio de Janeiro, apontado como assassino da vereadora Marielle Franco, também é um incentivador dessa anunciada guerra.
A mensagem de Bolsonaro, embora muito firme, exige nossa reflexão, principalmente de nós jornalistas, de qualquer patamar, porque temos o dever imenso de relatar os fatos e, ao fim, formar opiniões, às vezes, até, mal interpretadas e deturpadas.
A mensagem do presidente Bolsonaro foi levada aos deputados e senadores, na abertura dos trabalhos no Congresso Nacional, pelo ministro Onyx Lorenzoni (Casa Civil).
E Lorenzoni, como sempre, em tom até meio irônico, procurou deixar muito claro que o novo governo não está para brincadeira. Então vamos esperar e ver se será mesmo assim!
Entre os planos para o Executivo em 2019, o governo anuncia esta verdadeira “guerra ao crime organizado”. O texto do presidente foi lido com firmeza no plenário da Câmara dos Deputados, pela deputada Soraya Santos (PR- RJ), primeira-secretária do Congresso, durante o encontro entre representantes das duas casas.
Diz Bolsonaro “que governos anteriores valorizaram criminosos e responsabilizaram a sociedade pelos erros de quem cometeu crimes”. Segundo ele, governos anteriores também enfraqueceram forças de segurança, o que teria contribuído para aumentar a criminalidade, no que, realmente, acreditamos que tenha sido mesmo assim.
A mensagem foi lida horas depois de o ministro da Justiça, Sérgio Moro, anunciar um pacote com medidas apresentadas como anticorrupção e contra o crime organizado, mas que, na prática, autoriza o policial a matar!
Advogados e juristas já manifestaram críticas às medidas. Realmente as polícias trabalham duro, correm atrás e enfrentam na coragem, com armas totalmente inferiores aos armamentos dos bandidos, prendem e nunca veem esse trabalho coroado, pois os bandidos, à custa de atuações de bons defensores, voltam às ruas e também a atacar.
Então, quando atacados à bala, também têm que ter boas armas, munição, e carta branca para mandar esses criminosos para o inferno. Somos completamente a favor e cremos que todos os brasileiros do bem, também o são.
Mas nos deparamos com uma vírgula nesse imbróglio que, em última análise, tem que ser positivo, isso porque o filho do presidente, o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), está fazendo “fora do penico”, pois fez homenagens a milicianos em cerimônia na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro e empregou, em seu gabinete, a mãe e a esposa do chefe da organização criminosa Escritório do Crime, o ex-capitão do Bope, Adriano Magalhães da Nóbrega, acusado de ter assassinado a vereadora Marielle Franco. É Mole!? Não é, e até o presidente registrou essa mancada do “menino”.
Voltemos à mensagem presidencial. O governo Bolsonaro defendeu ainda a Reforma da Previdência e uma Educação Sem ‘Ideologia’.
Ele reafirmou que o grande impulso de um novo ambiente para o País virá mesmo com o projeto da nova Previdência. “Estamos concebendo uma proposta moderna e, ao mesmo tempo, fraterna, que conjuga o equilíbrio atuarial, com o amparo a quem mais precisa, separando “previdência” de “assistência”, ao tempo em que combate fraudes e privilégios”.
A nova Previdência proposta pelo governo, segundo a mensagem, vai materializar a esperança concreta de que os jovens possam sonhar com o futuro, por meio da Poupança Individual da Aposentadoria, um dos itens que estão sendo formulados.
Bolsonaro foi enfático em sua mensagem: “É uma iniciativa que procura elevar a taxa da poupança nacional, criando condições de aumentar os investimentos e o ritmo de crescimento. É um caminho consistente para liberar o País do capital internacional. Ao transformar a Previdência, começamos uma grande mudança no Brasil. A confiança sobe, os negócios fluem, o emprego aumenta. E eis que se inicia um círculo virtuoso na economia. Não tenham dúvida disso! Essa é uma tarefa do governo, do Parlamento e de todos os brasileiros”.
Creio que todos os brasileiros querem que assim seja, Presidente!
Sobre o crime organizado, o presidente disse no texto enviado aos parlamentares, que o governo brasileiro declara guerra ao crime organizado: “Guerra moral, guerra jurídica, guerra de combate. Não temos pena e nem medo de criminoso. A eles sejam dadas as garantias da lei e que tais leis sejam mais duras. Nosso governo já está trabalhando nessa direção”.
Segundo o presidente, as pessoas mais vulneráveis foram as que mais sofreram com a degradação da segurança. “Mulheres, crianças, pobres e negros eram objeto de discurso, mas não de políticas consistentes de proteção. Não vamos descansar enquanto o Brasil não for um País mais seguro, em que as pessoas possam viver em paz com suas famílias”, acrescentou.
O governo federal vai propor ao Congresso Nacional que as organizações criminosas mais violentas em atuação no Brasil passem a ser identificadas e nomeadas em lei. A medida, defendida pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, consta do Projeto de Lei Anticrime que o Palácio do Planalto enviará ao Congresso Nacional em breve.
Na mesma mensagem, Bolsonaro diz ainda que os primeiros passos para a mudança da realidade brasileira estão sendo dados, tanto no ambiente interno quanto no externo.
“O Brasil volta a ser olhado pelo mundo como um lugar seguro para investir, repleto de oportunidades. E mais do que isso, nossos empreendedores começam a recuperar coragem para gerar emprego e renda. Os níveis de confiança melhoraram, a taxa de investimento parou de cair, os postos de trabalho voltaram a ser criados e a renda real das famílias começou a dar sinais de melhora”.
Dirigindo-se aos congressistas, Bolsonaro disse que, como a imensa maioria dos brasileiros, rejeita as ditaduras, a opressão, o desrespeito aos direitos humanos: “Rejeitamos, também, os modelos que subjugam o Poder Legislativo e os demais Poderes, seja por corrupção, seja por ideologia, ou ambos. Rejeitamos, ainda, a perseguição à oposição, a quem pedimos apenas: respeito ao País e dignidade no exercício de seu legítimo papel”.
“Um país só é livre se livre é seu Parlamento. Se respeita e zela pela Constituição. E um país só é desenvolvido se o seu Parlamento tem responsabilidade com a evolução, com a transformação e com o progresso. É hora de evoluirmos juntos – política e institucionalmente. É o mínimo que cada um de nós, depositários da esperança, deve ao povo brasileiro”, afirmou o presidente.

"Mulheres, crianças, pobres e negros eram objeto de discurso, mas não de políticas consistentes de proteção. Não vamos descansar enquanto o Brasil não for um País mais seguro, em que as pessoas possam viver em paz com suas famílias"

Amigos (as) em breve estarei com este meu blog “É ISSO AÍ” ao vivo no YouTube. Aguardem!

Conheça a TV 247

É Isso Aí
Jorge Rodrigues Pacheco
Advogado, Jornalista, Radialista e Analista Político
jorgepachecoindio@hotmail.com

Haroldo Cordeiro Filho

Haroldo Cordeiro Filho

Jornalista haroldojornalfatosenoticias .es@gmail.com
Luzimara Fernandes

Luzimara Fernandes

Jornalista redacaojornalfatosenoticias .es@gmail.com
Rafaela Rangel

Rafaela Rangel

Nutricionista CRN-ES 08100271-rafaelarangel. nutricionista@gmail.com
Jorge Pacheco

Jorge Pacheco

Advogado, Radialista e Jornalista redacaojornalfatosenoticias .es@gmail.com

Sobre nós

Nossa missão é informar de maneira isenta e independente e ser referência, no Estado, em conteúdo focado na responsabilidade social e ambiental.

Contatos

  • Vitória - ES - Brasil
  • (27) 3070-2951
  • jornalfatosenoticias.es@gmail.com

Clima

booked.net

© Copyright 2019 - 2021 - Jornal Fatos & Notícias.